Comunicóloga, prazer!

23 de mar de 2012
Ontem, 22/03/2012, quinta-feira eu FOOORMEI minha gentchy! Preciso compartilhar essa emoção com vocês leitores do Lumagga, amigos, amigas ou não (hehe), que participam de uma forma ou de outra da minha vida (uma pena não ver a carinha de cada um!). Nunca pensei que esse momento fosse tão importante, tão inusitado e lindo! Acabou a mamata de universitária, "gente grande" de vez..
  

Fico sem palavras para descrever esse sentimento de dever cumprido! Então leiam o discurso do nosso Orador, é gradinho mais vale a pena, quem é publicitário vai se enxergar:


"Boa noite a todos.

Primeiramente Queremos Saudar todos os Pais presentes.
Parabenizar todos os alunos formandos e Não-Formandos presentes aqui hoje. 
Saudar também de forma rápida aos amigos, namorados, amantes, maridos, irmãos e parentes que aqui estão. Que mesmo sendo convidados uma semana antes do evento, deram o ar da sua graça;
Quero iniciar esse discurso, citando uma passagem dita por um dos grandes baluartes da nossa profissão, que diz:

“Não paute sua vida nem sua carreira pelo dinheiro. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como conseqüência...
Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser nem um grande bandido, nem um grande canalha. Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro. Hitler não matou 6 milhões de judeus por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro. E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar”. 

Nizan Guanaes.


Quando começamos esse curso, lá no início sentíamos a preocupação de nossos pais com suas indagações: Publicidade e Propaganda? É jornalismo? E Faz o que? Tem serviço? Dá dinheiro?...E por aí vai...

E enquanto éramos sempre positivos, pasmem: nós mentíamos!

Pois não fazíamos idéia de como responder essas perguntas.
Hoje temos toda a propriedade do mundo para dizer que não seremos os caras mais ricos do mundo. Mas que escolhemos a profissão certa. E não nos pautamos no dinheiro, status ou numa boa imagem para a sociedade. Mas na satisfação de fazer aquilo que gostamos e da forma que acharmos melhor.
Podemos trabalhar de havaianas, cueca samba-canção, gravata do piu-piu, camiseta rasgada, cabelo sem pentear ou cantando macarena! Nossa profissão permite a espontaneidade. 

Seguindo a linha de Guanaes, Cito ainda outro conselho de um grande sábio: 

"Podemos não ter um centavo no bolso, mas temos um sorriso no rosto e isso vale mais que todo dinheiro do mundo." Palavras do Seu Madruga.
Sobre a turma. Éramos muitos né? 
Hoje estamos reduzidos aqui na frente, mas a turma sempre será completa e cada um sabe a grandiosidade que representa um para o outro.
Quando no início, tão ingênuos, encantados e cheios de sonhos, missões, planos e objetivos... e agora 4 anos depois, continuamos os mesmos.. Porém com uma bagagem extraordinária que pudemos absorver dos nossos mestres.
Que são outros merecedores de aplausos. Suportaram-nos e não desistiram da nossa causa. Colocaram-se em ciladas e deram as costas para o açoite em virtude de nosso aprendizado e experiências.
É imensurável a nostalgia e indescritível a emoção de relembrar os bons momentos vividos. 
Cada ônibus lotado é lembrado com muito orgulho.. são palco das melhores histórias vividas. 
Até nas idas aos pontos de ônibus nos destacávamos com nossas estratégias. Novos caminhos, novas teorias. Tudo era muito bem arquitetado. Os publicitários são assim. Cada mínimo detalhe do dia-a-dia pra gente representa uma campanha publicitária.

E as viagens? Jô soares teve o grande privilégio de nos conhecer.

O Pixel Show pode ser descrito como a Viagem Master dos anos de faculdade. Foi Lindo.
Eventos, Viagens, palestras, noites em claro fotografando, editando e passando mal de tanto rir.
São tantas histórias. Festas, amigos secretos, baladas, lanchonetes, enchentes na faculdade, caronas e superlotações de carros, pastelarias. Demoraria duas décadas pontuando cada bom momento.

Cada um de nós sabe da história que viveu nesses anos. Aprendemos a superar limites quando era possível, e quando não era, aprendemos a surpreender. 

A publicidade é feita disso. Muitas vezes nos deparamos com situações diferentes e desafiados a desconstruir o comum.

E nessa profissão o sucesso parte daqueles que possuem algum diferencial. Que não se apegam ao senso comum. Que buscam inovar, se destacar. Marcar.
Quem não marca. Não destaca!

Sair do comum é bem vindo. Assovie para uma placa, pregue chiclete no próprio cabelo, cumprimente desconhecidos, buzine para o nada, durma com os pés para a cabeceira ou cante Fredd Mercury no Elevador!

Conte Sapos ao invés de ovelhas, capture moscas, converse com cachorros e questione os macacos. Se alguém reclamar, dê um abraço e peça dinheiro!!!


O mais importante é acreditar que todo homem possui a mesma estrutura física e mental quando nasce! E estamos condicionados a moldar isso dia após dia. Sendo a conseqüência disso, quem seremos no futuro.

Nizan Guanaes, Einstein, DA Vinci, Chimbinha, Tiririca ou Mahatma Ghandi.. Seja lá quem for. São seres humanos, bípedes, mamíferos, racionais, com dedos polegares opositores e habitam a mesma terra que a gente.
O mundo tende a ensinar que é difícil se destacar, e se tornar grande. O mundo prega que você é limitado a sua realidade. E o Mundo impõe que seu lugar é esse e não aquele! Que pena mundo... Nós não acreditamos em você! Somos capazes de tudo. Cada um chega onde seu esforço o levar.
Grandes esforços te edificam e criam grandes personalidades.

Dizem que faculdade é difícil. Que MENTIRA! Faculdade é um presente de Deus. Que nos faz muito bem. E que nem é tão difícil assim. Somos a todo tempo colocados diante de desafios. Onde temos a opção:

Enfrentar, ou não enfrentar. 
E é exatamente diante deles que escolhemos: Quero ou não, ser Alguém?



E um dos nossos maiores desafios nesses 4 anos não foram os professores, ônibus, visitas, viagens, matérias, trabalhos ou TCC.. Foi a formatura.
Só nós sabemos quanto tempo esses meses duraram dentro de cada um. Pra alguns foi como décadas, pra outros como séculos.
E mais uma vez fomos colocados diante de diversas situações que muitos diriam: È melhor desistir. Mas fomos muito bem ‘adestrados’. E estávamos cientes do que queríamos. Cientes de onde queríamos chegar, como e quando. Nunca decepcionaríamos nossos pais, amigos e professores. E quando vímos o impossível, ficamos mais acesos ainda. 
O desafio nos motivou e tornou-se combustível. E então surgiu força e união!

Agradeço veementemente, à Camila Craveiro e ao Milson Braga, nossos pais adotivos, que em momentos que não lhe cabiam nenhuma responsabilidade se mostraram mais que apenas professores, mas se mostraram amigos. E abraçaram a nossa causa. 

Agradecer com muita sinceridade e amor aos nossos pais originais. Agradecer por acreditarem todo instante em nosso sucesso. Dar-nos força naqueles momentos que só vocês poderiam nos confortar. Reconhecemos cada folha que tiraram do nosso caminho e colocaram nos seus. E nos emocionamos, por terem adiado seus sonhos para que pudéssemos viver os nossos. E agradecemos já respondendo a pergunta clássica de vocês: O que é publicidade?


Pais, mães, tios, avós.
Publicidade é isso.
Tornar algo público. Seja um sentimento, coisa, produto, sensação, informação, desejo.
Tornamos público nesse momento, o sentimento mais ímpar que existe nesse mundo, o amor que sentimos por vocês. Nossos pais. Nosso mimo.
Vocês, que são o produto mais valioso de nossas vidas. Sempre serão nosso melhor Case, e maior inspiração.
Nosso eterno, solene, emocionado e sincero MUITO OBRIGADO. Amamos vocês."

Escrito pelo comuniólogo Marlon - Vulgo Biskoito, para a nossa Colação de Grau.


Pai, mãe e irmão, sem vocês não teria conquista! Tipo assim.. chorei!


Postar um comentário

Obrigado pela sua visita, vou adorar receber seu comentário!

1 comentários

Andressa Siqueira 23 de março de 2012 04:57

Parabéns, Neluma.
Imagino a emoção que deve
ter sentido.
Não vejo a hora de chegar a minha vez.
haha

Beijos

http://www.andressasiqueira.com/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...